Cervicalgia: Dor na coluna cervical

O sufixo “algia” siginifca dor. Cervicalgia é, portanto, dor na coluna cervical. Trata-se de um sintoma e não de uma doença propriamente dita.  A cervicalgia pode estar presente em diversos problemas na coluna, como veremos mais adiante.

Anatomia da cervical

A região cervical é a porção mais alta da coluna vertebral, contém 7 vértebras, denominadas C1 a C7 e possui uma característica especial que é a grande mobilidade. Essa mobilidade se dá devido a conformação das vértebras e dos discos intervertebrais.

Além dessas estruturas, na parte de trás da coluna cervical se encontra grandes músculos que são responsáveis por garantir esses movimentos e muitas vezes são causas de contraturas, gerando dores no pescoço intensa. Os mais famosos deles é o músculo trapézio e o esternocleidomastóideo

Músculo trapézio e o esternocleidomastóideo

Músculo trapézio e o esternocleidomastóideo

Causas de cervicalgia

Entendermos a anatomia da coluna cervical pode nos ajudar muito, pois com isso sabemos quais as estruturas que podem gerar dor no pescoço.

Dentre as principais causas de cervicalgia estão:

  • Dor Muscular – secundária a contratura muscular. Uma das causas mais comuns.
  • Hérnia de disco – pode estar associado com dores no membro superior e/ou formigamento. Quando presente, denominamos cervicobraquialgia.
  • Artrite e Artrose – Inflamação ou desgaste das articulações da coluna cervical
  • Má postura – Também uma causa bem frequente, principalmente associado a computador e uso recorrente de celular.
  • Estresse / Tensional – Outra causa muito frequente, podendo nesse casos estar associado a dor de cabeça e dor nas costas.

Atualmente uma nova síndrome de dor no pescoço tem ganhado destaque por ter associação com uso exagerado de celulares, que é chamada de “Text Neck Syndrome”. Com a evolução das tecnologias dos aparelhos celulares, não é incomum trabalharmos, lermos notícias e, até mesmo, buscarmos lazer, tudo no celular.

O problema é que a posição em que mexemos no celular normalmente sobrecarrega as estruturas da coluna, tensionando os músculos e acarretando maior pressão no disco intervertebral e articulações da coluna, podendo gerar dor no pescoço e nos ombros.

Sintomas associados

Alguns sintomas podem estar associados a dor cervical como a dor de cabeça, (normalmente na base da cabeça) dor nas costas, principalmente na região ao redor das escápulas, diminuição de mobilidade e ainda contraturas musculares que podem cursar com torcicolo.

Alguns sintomas devem ser destacados por significarem potencial gravidade pois normalmente estão associados a compressão nervosa. São eles:

  • Irradiação da dor para o ombro e braços
  • Dormência ou formigamento nos braços
  • Fraqueza nas mãos e braços ou pernas
  • Alteração da coordenação motora fina
  • Alteração de equilíbrio na marcha

Quais exames importantes para cervicalgia?

É muito importante antes de pensarmos em qualquer exame de imagem complementar, explorarmos bastante as características da dor cervical: intensidade, localização exata, tempo de evolução, fatores de melhora e de piora, presença ou não de irradiação. Posteriormente, um bom exame físico também é fundamental.

Os exames importantes a serem solicitados na cervicalgia são: radiografias da coluna cervical (frente e perfil) e em algumas condições, se faz necessário as radiografias dinâmicas. Além das radiografias, a Tomografia computadorizada detalha ainda mais principalmente a parte óssea.

E por fim, com a ressonância magnética avaliamos melhor as partes moles, como musculatura, o aspecto dos discos intervertebrais, parte ligamentar, além de todas as estruturas nervosas.

Qual o tratamento para cervicalgia?

O tratamento da dor cervical isolada na imensa maioria dos casos é tratamento clínico, sem cirurgia.

Nas dores cervicais agudas, devemos incentivar o repouso, imobilização com colar de espuma (visando diminuir o movimento do pescoço e com isso a dor), além do tratamento medicamentoso que inclui: anti-inflamatórios, relaxantes musculares e analgésicos.

Além do tratamento da dor aguda, devemos nos preocupar em incentivar o paciente a mudanças do hábito de vida como prática regular de atividade física visando manter uma bom fortalecimento e bom alongamento.

Além do benefício muscular que a atividade física traz, ajuda também na melhora do estresse e da tensão, além da liberação de endorfinas e neurotransmissores que estão relacionados a sensação de bem-estar.

Além disso, tratamentos adjuvantes como fisioterapia, RPG e acupuntura também são aconselháveis, pois ajudam tanto no alívio da dor como na correção postural, estabilização de tronco e fortalecimento muscular.

Por fim, em casos muito bem selecionados, em que a dor cervical é persistente, refratária ao tratamento clínico já comentado anteriormente, pode-se lançar mão de um tratamento minimamente invasivo de infiltração na coluna. Por meio de injeções de anestésicos com corticoides em locais específicos na coluna cervical, podemos obter melhora da dor cervical nesses casos específicos.

FAQ

O que é cervicalgia?

Cervicalgia é dor na coluna cervical, isto é, dor no pescoço.

Quais são os sintomas da cervicalgia?

Dor na região do pescoço, diminuição da mobilidade, contratura muscular, dores na base da cabeça e pode estar associada dor nos ombros ou dor / formigamento nos braços.

Quanto tempo dura uma crise de cervicalgia?

A grande maior parte das vezes a crise de cervicalgia dura por volta de 5 a 7 dias.

O que fazer para melhorar a cervicalgia?

Imobilização com colar cervical de espuma, uso de medicamentos como anti-inflamatórios, relaxantes musculares e analgésicos e para dores mais crônicas, fisioterapia e acupuntura.

Qual exame detecta cervicalgia?

No caso da cervicalgia, o exame clínico (anamnese e exame físico) é o mais importante para diagnosticar a cervicalgia. Exames complementares como o Raio X e a Ressonância também são úteis.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *