Nódulo de Schmorl: O que é, Sintomas e Tratamento

O nódulo de Schmorl consiste na herniação da parte interna do disco intervertebral (núcleo pulposo), estrutura que amortece o impacto entre as vértebras da coluna. O nódulo de Schmorl costuma ser assintomático e por si só não apresenta grandes problemas à saúde. Ele também é conhecido como hérnia intrassomática ou hérnia discal intraóssea.

A condição costuma ser identificada de forma acidental, por meio de exames de imagem solicitados para a investigação de outros problemas de saúde. Porém, o nome técnico da herniação intrassomática – nódulo de Schmorl – acaba chamando a atenção no laudo.

Apesar da ideia de ter um nódulo nas costas parecer assustadora, ele não é um tumor ou câncer, nem tem chance de malignização. Na maioria das vezes isso ocorre no final da coluna torácica ou início da coluna lombar.

Ele é a indicação de um processo degenerativo da coluna do paciente. Em linhas gerais, ele não é grave e só requer cuidados quando apresentar processos inflamatórios.

Legenda: O nódulo de Schmorl consiste na herniação do disco para dentro do corpo vertebral

Sintomas do nódulo de Schmorl

O Nódulo de Schmorl geralmente é assintomático e na maioria das vezes corresponde a um achado de exame de imagem. Atribuir a dor nas costas, seja na cervical, torácica ou lombar, à presença de um nódulo de Schmorl, geralmente é um erro.

Ele pode gerar dor apenas quando se trata de um nódulo de Schmorl agudo. Nesses casos, há presença de edema no corpo vertebral ao redor do nódulo e, aí sim, a dor pode ser um sintoma da herniação intrassomática.

O nódulo de Schmorl não pode ser identificado no exame físico e seus sintomas costumam ser discretos. Ele pode causar dor na parte da coluna em que está localizado, entretanto, o sintoma, como comentado, costuma ser em decorrência a outro problema na coluna. É mais comum que a dor nas costas seja causada por uma hérnia de disco lombar, torácica ou cervical, lesões musculares, má postura ou outras degenerações.

 

Possíveis causas do nódulo de Schmorl

A idade avançada está associada à degeneração da coluna e, consequentemente, ao aparecimento de nódulos de Schmorl. Além disso, outros problemas podem estar relacionados com a condição:

  • Traumas repetitivos de sobrecarga;
  • Doenças autoimunes;
  • Alterações genéticas;
  • Doença de Scheuermann;
  • Osteomalácia;
  • Hiperparatireoidismo;
  • Doença de Paget;
  • Infecções;
  • Osteoporose;
  • Neoplasias.

O nódulo de Schmorl pode ainda ser idiopático. Ou seja, aparecer em colunas completamente saudáveis, sem nenhum motivo evidente.

 

Tratamento do nódulo de Schmorl

Inicialmente, o tratamento clínico do nódulo de Schmorl é voltado para alívio dos sintomas, com analgésicos, anti-inflamatórios, órteses e fisioterapia. Uma rotina regular de atividade física pode ajudar na qualidade de vida e aliviar a dor do paciente.

Se houver alterações na estrutura vertebral, bem como inflamações agudas ou compressão de nervos, infiltrações na coluna podem ser consideradas.

O tratamento cirúrgico é indicado em raríssimas ocasiões

A vertebroplastia é um exemplo de tratamento cirúrgico. Nela, aplica-se cimento ósseo dentro da vértebra para proporcionar alívio da dor. Em casos mais graves, o disco será substituído (artroplastia) ou as vértebras serão fixadas (artrodese).

O médico mais indicado para a realização destes procedimentos e tratamento de dores na coluna é o ortopedista. Ele é especialista em hérnia de disco e outras doenças da coluna vertebral.

Caso apresente algum dos sintomas citados ou se um nódulo de Schmorl foi identificado em sua coluna vertebral, procure um ortopedista de coluna para esclarecer todas as suas dúvidas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *